Skip navigation

Category Archives: Filmes

A todas nós, mulheres (atrasado)!

E pra fazer inveja, olha o presente que o marido me deu de dia da mulher:

:D

Anúncios

Eu sou cinéfila, sempre fui. Já cheguei a ver 11 filmes num único final de semana, sozinha. É, eu sei ¬¬ Meu namorado é cinéfilo, muito mais do que eu inclusive. Ele tem uma coleção de uns 300 dvd’s, pra mais. E ainda por cima, podemos alugar dvd de graça na locadora que ele trabalhava. Então parem pra pensar, imagina se a gente vê poucos filmes? Ahahaha, nada quase… Se eu ficar sempre blogando sobre os filmes que nós vimos, será um blog de filmes, mas de vez em quando vou dar meu pitaco por aqui (: Então aqui vai a “listinha” dos filmes do final de semana.

Sexta-Feira 13Sexta-Feira 13 (Friday the 13th): Confesso que nunca tinha assistido nenhum filme do Jason, a não ser Freddy x Jason, aahahahahaha, mas meu namorado tinha que assistir Sexta-feira 13, na sexta-feira, dia 13 :P Bom, eu fiquei me borrando o filme inteiro, me escondendo atrás do casaco, tentando não levar um susto. É difícil eu curtir esses filmes de terror novos, mas eu curti muito! Pra quem acompanha a saga de Jason, esse filme é como se só tivesse acontecido o primeiro, e vinte anos depois, tivesse esse. Ah, eu curti, e vale a pena levar uns sustos! Ahaha. E segundo meu namorado: “em todos os filmes, a gente torce pro bandido Jason Vorhees, é legal ver ele com aquele jeito todo banana, andando atrás das vítimas. Mas esse é o primeiro em que torcemos pros mocinhos viverem”. Agora, a única coisa padrão em filmes de terror, porque diabos todo mundo vai atrás do barulho, ou do vulto? Eu ia ficar escondidinha, bem quieta, e tentar passar despercebida, ahahaha.

Match PointPonto Final – Match Point (Match Point): Sempre escutei falar bem deste filme, ainda mais sendo do Woody Allen, e fiquei com mais vontade ainda de assisti-lo depois que li uma reportagem sobre ele na Gloss, sobre uma cena de sexo quente, ahaha. E quer saber? Não gostei. Nem vi até o final, e nem quis levar pra casa pra terminar de assistir o finzinho. Achei fraco, e achei meio tolo. A única coisa é que é um filme bem real, tipo, coisas que você vê acontecendo na nossa vida. Mas não sei, não me envolveu. Achei os personagens fracos, nenhum deles me fazia ter vontade de “torcer” por eles. E meu namorado falou que no final não pegam o Chris, que é o “bandido”. Bah, sei lá. Esperava mais… E a cena de sexo? Fria igual a chuva que eles estavam, ahahaha. Uma estrelinha pra você ;*
Ah, e podem brigar comigo, mas eu não curto a Scarlett :P

SecretáriaSecretária (Secretary): Eu li sobre esse filme na matéria da Gloss também, e o namorado também tinha recomendado, falou que adorava esse filme. Então catei na prateleira e pronto, nada de arrependimentos. O filme é muito bom, hilário e pertubador ao mesmo tempo. Maggie Gyllenhaal tá perfeita. É aquele filme que tu não fica se perguntando “Mas porque isso é assim? Porque ele faz isso? Porque ELA faz isso?“, você simplesmente assiste e aceita.
Você se delicia com cenas da masoquista Lee, imaginando seu louco chefe Sr. Grey sendo seu amante. E ao mesmo tempo sofre junto com ela, vendo seu pai alcóolico. E no fim de todas as loucuras, não passa de uma história romântica.
A melhor cena é a Lee de vestido de noiva, fugindo, indo encontrar seu amado Sr. Grey. E ela fica três dias sentada numa mesa, sem se mexer, só pra ele acreditar que ela ama ele de verdade. E depois desse filme eu respeito muito mais a Maggie (:

Coraline e o Mundo SecretoCoraline e o Mundo Secreto (Coraline): Conheci o trabalho do Neil Gaiman quando meu namorado resolveu me presentear com o livro Stardust (melhor presente do mundo por sinal), e eu me apaixonei de cara. Então ele me falou de Coraline, e me arranjou o livro pra ler, e claro que eu gamei também. Já o Henry Selick eu conhecia pelo famosíssimo “O Estranho Mundo de Jack”, que eu também adoooro, que apesar de ser uma criação de Tim Burton, os créditos de direção são 100% do Selick. Antes de assistir o filme ainda li uma entrevista do Gaiman, dizendo que deu total liberdade pro Selick, aliás, exigiu que ele não se prendesse aos detalhes do livro, e colocasse toda a magia dele no Coraline, e assim ele fez. Sim, tem muitos detalhes diferentes do livro, tem personagens a mais, mas tá perfeito. Um dos melhores filmes de stop-motion que eu já vi, cheio de coisinhas, detalhes, que uau! A história ficou perfeita, encanta e assusta, assim como o livro. Saí do cinema maravilhada – e triste somente por não ter 3D aqui no nosso cinema – e louca por mais. Assim que o DVD sair é meu!!! Coraline virou de longe meu filme número um! Apesar de ser um pouco diferente, apesar de ser dublado, e apesar de não ser 3D, ele foi tudo que eu esperava, e muito mais. As cores, a magia. E eu li por aí que teve gente que achou “fofinho” demais, e eu não achei naaaada fofinho. Coraline é Coraline e pronto! E tenho dito (:

E o que vocês andam assistindo?